quinta-feira, 22 de agosto de 2013

A Menina Anjo e o Barco

Minha filha Marina.

Nos dois infinitos do oitenta e oito
uma menina anjo navega seu barco
pelas águas mornas do útero da Terra
enquanto espera que sua asa quebrada
cure-se do sopro físico do carma.
Mas, nem todos conseguem vê-la
porque tem que existir amor no coração
para visualizar sua essência invisível
que está o tempo todo dentro do barco
tentando tirar a água que insiste
entrar por um pequeno furo
no meio do fundo do arco vital.
A menina anjo tem uma vontade
sobre humana de viver.
Enquanto o barco resiste,
flutuando em cima do destino,
ela vive feliz e espera
o dia da sua libertação
quando suas asas a levarão
de volta para o céu.
Olhe mais uma vez
a menina anjo continua lá...

Helen De Rose

*Antologia lançada em 20/07/2013 - CBJE - Rio de Janeiro.


quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Minha rua encontrou a tua



Quando teu desejo chamou meu nome
uma carta do correio chegou
e minha rua encontrou a tua
enquanto minha vida se alegrou
quando identificou teu sobrenome

Quando tuas palavras me encontraram
eu desejei te roubar pra mim
ser tua em cada confissão nua
deixar nas páginas meu perfume jasmim
sentir o quanto nossas vidas se uniram

Quando quiseste apaixonar me apaixonou
nossos olhos viram o nosso amor vivendo
na Lua da nossa alma iluminada, nítida e pura,
nossos sorrisos uníssonos satisfazendo
tudo quanto um só pensamento procurou

Quando teu Sol nasceu no meu horizonte
minha vida não se perdeu mais na estrada
ela continua serena sempre unida à tua
confiante na força que nos une nesta jornada.
Tu és tudo o que eu queria encontrar nesta fonte.

Helen De Rose

*Antologia lançada em 20/07/2013 - CBJE - Rio de Janeiro


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...