sexta-feira, 20 de junho de 2014

O toque do amor



Olhos vendados
desejos de voar
sinto de perto
o toque do amor
deslizando pela mão
no silêncio da respiração. 

Nau aporta no lençol
braços descansam no cais
o toque do amor
abre os botões da blusa
desnudam os seios
ventre todo arrepiado
serpenteia neste mar. 

Noite traz a Lua
no horizonte enamorado
unindo essa distância
num sonho navegante 
sinto o toque do amor
deslizando na pele
no íntimo morno
desejando ancorar.


Helen De Rose

*Lançamento 20/06/14 - CBJE - Rio de Janeiro

terça-feira, 3 de junho de 2014

Ao Bisavô, com Carinho


Eu era criança, ainda me lembro
aquele pai levando seu filho na escola
num fusquinha branco de janeiro a dezembro 
pelo mesmo caminho até virar um rapazola 

O tempo também foi seu passageiro 
acompanhou sua luta e sua história 
os filhos casaram, levando um exemplo verdadeiro 
daquele pai trabalhador na sua geração e na memória 

Os netos nasceram e o Vovô também com eles 
fizeram do seu colo o seu porto seguro 
e o pai pela segunda vez ouviu seus quereres 
tirou das suas lutas diárias, o sonhado futuro 

E agora, os netos agradecidos abrem passagem 
para seus filhos, bisnetos daquele primeiro pai 
pela terceira vez, deixou de herança na linda imagem 
o sentido das suas vitórias, enquanto o tempo se vai 

De todas as homenagens que nesta vida já recebeu 
a melhor de todas foi a que Deus lhe deu 
balançar sua vida ao lado da bisneta amada 
feito criança, ao lado do anjo, de alma alada 

Helen De Rose

(Dedicado ao Bisavô Jayme Paulillo e sua bisneta Marília)


*Lançamento da Antologia em 20/06/2014 - CBJE - Rio de Janeiro


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...