sexta-feira, 21 de agosto de 2009

No outono da sua vida, teci seus sonhos...


O arco-íris reflete seus matizes nos fios desse rico tecido
Iluminando seu sorriso-menino diante dessa singela margem
Trago comigo os elfos, mensageiros de sons embevecidos
Chamando pelo seu nome no convite dessa sublime viagem

Sobre a seda vou tecendo nossa liberdade nas asas dos pássaros
Esperando que o pôr-do-sol aqueça nosso ninho, nosso caminho
Nos labirintos que o destino nos fez encontrar nossos passos
Almas gêmeas bordadas em suaves tons em tecidos de linhos

Mergulho sobre o manto azul dos seus sonhos em desalinhos
Alinhavando meu nome no pulsar imaginário do seu coração
Renasço na sua alma com a inocência dos seus gestos e carinhos
Bailamos diante do eclipse do sol com a lua nessa agridoce emoção

Quando a noite vem, passeamos abraçados sob um prateado cetim
Iluminados pela Lua e as estrelas, serenando no calor da nossa união
Canções da noite alimentam nossos sonhos nas harpas dos querubins
Deitamos na relva tecida pela natureza, fertilizando nossa paixão

Vou te envolvendo com meus fios de prazer e tu vens pra mim
Sentindo nesse momento a realização dos seus sonhos de amor
Canções tecidas em suaves sedas azuis por existências sem fim
No outono da sua vida, teci os fios dos seus sonhos de honor

Helen de Rose

*lançado em julho/2009 - na Semana do Escritor em Sorocaba/SP


9 comentários:

  1. Helen,

    Este seu espaço está um espectáculo.
    Tenho de cá vir mais vezes para ver e ler em pormenor.
    Força.
    Grande beijo
    António MR Martins

    ResponderExcluir
  2. Olé Helen, muito legal participar da mesma antologia que você, dá uma lida na minha poesia também, e a primeira, "Heurístico".

    Paz e saúde.
    Bruno Bossolan

    ResponderExcluir
  3. Helen
    e fato, esse espaço esta um espetáculo
    e seu poema é de um encanto tão especial
    que nos convida também a sonhar com o amor.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá minha querida amiga Helen,
    Entrei pelo portal desse lindo blog, e não consegui conter o meu sorriso e a emoção. Veio-me a lembrança um samba do Erivelto Martins “... e não desanima; levanta sacode a poeira e dá volta por cima...”. Um processo onde a fibra e coragem é necessária, e só é possível nas grandes gentes. E você é uma delas.
    Um beijo e fraterno abraço.
    José Silveira

    ResponderExcluir
  5. Helen, sua poesia é maravilhosa, adorei.
    Adicionei seu blog em meus favoritos.
    Bjss
    Saudades, visite-me no Recanto das Letras.

    ResponderExcluir
  6. No outono você teceu seus sonhos para no verão realizá-los. Novo blog Helen? Sublimes Abraços

    ResponderExcluir
  7. Helen,

    Gostei de conhecer teu espaço.E sendo domingo fiquei um bom tempo me fazendo lírica por aqui.
    belos poemas,tocante1e linda tua história de vida.temos muito em comum venha me conhecer melhor.
    Assino alguns blogs.
    Te espero no www.cristinasiqueira.blogspot.com
    onde escrevo um livro virtual o Querida Querubim e se vc gostar passe pelos outros.
    De certa maneira somos vizinhas.

    Com carinho e admiração,

    CRIS

    ResponderExcluir
  8. Linda! Agora, que te reencontrei, não vai ser fácil fugir de novo... Não haveria cenário possível se não se envolvesse o amor num sonho tão lindo como o que teces-te aqui para nós. Tua escrita é sempre perfeita, amei o poema!

    Bjos doces

    Fatima

    ResponderExcluir
  9. Oi Helen

    Sou eu de novo, Rosival. Este é o meu outro blog. Parabéns poetisa. Bjos.

    ResponderExcluir

Agradeço sua atenção.
Bastante proteção em seus caminhos.
Sucesso sempre.
Helen De Rose

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...