segunda-feira, 16 de maio de 2011

No desalinho da nossa cama













A noite chega como um açoite solitário,
Rasgando minhas fantasias de amor contigo,
Enquanto meu corpo quente pede o seu santuário,
Profano sua pele numa carícia de exílio e castigo.
*
Por que me deixa com sede dos seus lábios,
No deserto desta madrugada sem seus beijos,
Molhando meu íntimo no som dos seus adágios,
Fazendo de mim, escrava eterna dos seus desejos?
*
Você me deixa rolando no desalinho da nossa cama,
Procurando pelo prazer, no mergulho da minha mão,
Por dentro da calcinha de renda, sentindo a chama,
De quem deseja o seu amor com o pulsar da paixão.

*
Seu cheiro afrodisíaco percorre os meus sentidos,
Deixando-me sedenta dos seus sabores masculinos,
Salivo ao lembrar da sua nudez intumescida, ouço gemidos,
Rasgo os lençóis na ânsia desse amor com meus dentes felinos.
*
Chamo o seu nome no meu pensamento enquanto adormeço,
Na esperança de encontrá-lo ao lado do meu travesseiro.
Em lágrimas de saudade, insônia persiste, viro-me no avesso
No meio desse desalinho procuro por seu amor verdadeiro.
*
Helen De Rose

* Antologia lançada em 15/05/2011 - CBJE - Rio de Janeiro



4 comentários:

  1. Nas tuas palavras navego, nelas naufrago, nelas me afundo... com prazer!...

    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo poema Helen, belíssima participação na Antologia de 15/05/20111.
    Bjsss querida poeta

    ResponderExcluir
  3. lindo poema de amor e saudade. Adorei. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  4. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    HELEN DE ROSE

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CARROS DE FUEGO, MEMORIAS DE AFRICA , CHAPLIN MONOCULO NOMBRE DE LA ROSA, ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER ,CHOCOLATE Y CREPUSCULO 1 Y2.

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir

Agradeço sua atenção.
Bastante proteção em seus caminhos.
Sucesso sempre.
Helen De Rose

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...