quarta-feira, 25 de maio de 2011

Vem brincar de viver!


Vem! Segure minha mão
Vem brincar de viver
Nesses dias de Planeta Terra

Imagine...

Estamos caminhando descalços nas areias de uma praia deserta, vestidos com o mais puro branco dos tecidos da seda, que esvoaçam com a brisa e o perfume da maresia trazida pelo mar.
O horizonte parece não ter fim nesta paisagem, onde ouvimos o som das gaivotas dançando à nossa frente e as ondas espumando ao perderem suas forças, quando se deitam na areia da praia.
Conforme vamos caminhando, vamos deixando nossos passos para trás e cada marca significa um momento vivido de nossas vidas, entrelaçadas por este destino.
Neste instante, não há mais nada que impeça nossa união e felicidade.
Completando este cenário, entre carinhos e abraços, resplandecem os nossos sorrisos nos intervalos de cada beijo que trocamos.
De repente, repito um gesto que sempre faço diante do oceano, corro de braços abertos num sinal de liberdade e entrega de alma, sem receios.
Você vem atrás de mim, num desejo simultâneo, carrega-me no seu colo até me deitar nas areias macias deste paraíso.
Neste momento, você e eu somos nós, somos o amor eternizado, somos o verbo do prazer tatuado na carne, somos um só coração pulsando, somos a união sublime em essência, somos a paz que sempre buscamos.
Neste momento, nosso amor ficará presenciado pela natureza nativa, aquecido pela luz do Sol, consagrado na refrescante brisa e perfumado pela maresia; ao som das gaivotas dançantes, ao som do mar, nas sombras de um coqueiro tropical.

Vem!
Vem comigo nesta imaginação
Vem brincar de viver
Segure minha mão...


Helen De Rose



2 comentários:

  1. Lindo e inspirado blog...seus poemas são de muita sensibilidade...parabéns!

    bjos...ótima semana prá vc!

    ResponderExcluir

Agradeço sua atenção.
Bastante proteção em seus caminhos.
Sucesso sempre.
Helen De Rose

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...