segunda-feira, 26 de março de 2012

Na lembrança dessa saudade



Como num sonho surreal, rasguei o céu com minhas mãos , na esperança de voltar no tempo e trazer na lembrança da minha saudade, o dia em que me deitei nas areias mornas da sua ilha, numa manhã ensolarada de outono, onde, diante do oceano da sua existência, atraquei-me no seu cais silencioso.
Naquele momento sublime de nossas vidas, diante do seu mar espumante, que fertilizava as praias da sua ilha, suas ondas fizeram amor comigo, enquanto que suas areias mornas envolveram toda a pele do meu corpo despido diante de ti.
Movimentos naturais das suas águas alimentaram-me como se fossem o leite do néctar materno, saciando minha sede de estar diante da sua ilha, protegida pelo seu olhar sereno e marejado.
Naquele instante, meus olhos perderam a visão, meu corpo estremeceu e senti um calafrio na minha pele aquecida por ti. 
Não sabia se estava na sua ilha ou nas areias mornas da sua praia ou no seu oceano, pois estava envolvida por sua essência de luz.
Na lembrança dessa saudade sinto tudo novamente. 
O mesmo êxtase que senti ao mergulhar no seu íntimo e ser levada por ti, até o céu infinito que esse nosso amor resume.


Helen De Rose


4 comentários:

  1. Olá amiga, lindo texto e muito sensual. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  2. Belo... sensual... cada palavra é uma doce caricia!


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  3. Menina você escreve lindamente sabia, sei que sabe, ameiiiiiiiiii...xeros

    ResponderExcluir
  4. Very nice article, just what I was looking for.
    Feel free to surf my web blog - GFI Norte

    ResponderExcluir

Agradeço sua atenção.
Bastante proteção em seus caminhos.
Sucesso sempre.
Helen De Rose

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...