O Menino da Manjedoura





Nasceu tão frágil e pequenino
na pobreza de um simples estábulo
na manjedoura, um humilde menino 
lembrando um sagrado retábulo 

Pelas mãos do espírito do Natal 
a essência de Deus nos revela 
que o amor supera todo o mal 
e acende nossa fé, diante duma vela 

O menino da manjedoura 
tem o poder de unir a humanidade 
com sua luz e presença vindoura 
na manifestação da sua cristandade 

De mãos dadas façamos uma oração 
pedindo que a paz traga a esperança 
na vida de cada pessoa, de cada nação 
no nascimento vital de toda criança 

Esperando que os dias sejam melhores 
conforme agradecemos, ao badalar do sino 
todas as nossas alegrias e nossas dores 
diante da manjedoura do pobre menino 


Helen De Rose 



*Lançamento em 20/12/12 - CBJE - Rio de Janeiro




Comentários

  1. Olá Helen
    Que o Natal no simbolismo dese menino, reascenda a esperança e o amor no coração da humanidade. Belo poema.
    Voltei.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Um poema que nos lembra não só do nascimento de Jesus como também da sua condição de humildade podendo ser rei veio de forma tão simples, humilde, começando desde seu nascimento a nos ensinar, linda e tocante poesia, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  3. Venho desejar-lhe um Feliz Natal e a sua Família.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradeço sua atenção.
Bastante proteção em seus caminhos.
Sucesso sempre.
Helen De Rose