quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Rosa dos Ventos



Nas idades, muitas amizades
Amigos do passado, no presente
Chuvas de verão, mocidades
Repetem-se numa estação
Onde a roda viva sente
As lembranças do coração.

Na rosa dos ventos,
A felicidade sem nome
Busca por um sorriso
Em voltas de renascimentos
Alimentando sua fome
N'árvore da vida do paraíso.

Momentos inesquecíveis
Não precisam de identidades
Permanecem na alma liberta
Voando sobre oceanos invisíveis
Onde alegrias são divindades
Protegendo cada direção deserta.

Momentos que não voltam mais
Tempos onde éramos felizes
E a felicidade nos conhecia
Por nossos cartões postais
Sentimentos inocentes , aprendizes
Afinidades que cada um sentia.

Helen De Rose

*Lançamento em Outubro/2011  - CBJE - Rio de Janeiro




4 comentários:

  1. Momentos idos com o passar do tempo,
    mas sempre vivos na memória e no coração.
    Adorei a forma de expressar os sentimentos!
    Belíssimo Rosa dos Ventos!
    Obrigada pela visita!
    abraços
    Swasthya !!!

    ResponderExcluir
  2. Um poema lindo demais, forma sensível de falar da nostalgia. Parabéns, querida amiga!

    beijinhos nossos!

    ResponderExcluir
  3. nossa que lindo isso, amei muito
    trendluxo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Helen,

    Teu poema esta lindo, gosto muito das tuas palavras.

    Fiquei um bom tempo afastada, voltei estou revendo os amigos.
    Beijo meu

    ResponderExcluir

Agradeço sua atenção.
Bastante proteção em seus caminhos.
Sucesso sempre.
Helen De Rose

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...