sexta-feira, 29 de maio de 2015

Distinção Honrosa




Olá meus queridos! É com grande alegria no coração que venho compartilhar esta Distinção Honrosa:

Prezada escritora
Helen de Rose

Com grata satisfação informamos que o seu nome, indicado pela presidência da Mesa Diretora do 1º Colegiado de Escritores Brasileiros, da Litteraria Academiae Lima Barreto, foi aprovado para ocupar uma cadeira no Plenário de Acadêmicos Titulares desta Casa.

Esta casa literária, fundada em 1949, inspirada nos ideais do seu patrono Lima Barreto, terá o maior honra em ter você como colega de Plenário..

Saudações acadêmicas,
Luiz Carlos Martins
Presidente

Litteraria Academiae Lima Barreto
1º Colegiado de Escritores Brasileiros

www.lalb.com.br

***
Eu agradeço a Todos que me ensinaram, incentivaram e deram oportunidades para o meu aprendizado e possibilidade de mostrar minha escrita. Não vou citar nomes, porque todos são importantes para mim. Muito Obrigada!

Helen De Rose, filha de Josete Dante e Orlando Cornachini.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Gota de sangue



Há uma gota de sangue 
saindo dos olhos do coração 
e um soluço pulsante 
em cada palavra órfã 
da humana transformação.

Há uma gota de sangue 
manchando a menina da visão 
e um silêncio falante 
em cada lápide vã 
da sagrada mistificação.

Há uma gota de sangue 
desvirginando a pura emoção 
e um sabor lacrimante 
em cada sílaba irmã 
da profana consagração.

Há uma gota de sangue 
assustando o som da audição 
e um horror estimulante 
em cada verso no divã 
da sacana santificação.

Helen De Rose

*Lançamento 20/05/15 - CBJE - Rio de Janeiro.



terça-feira, 5 de maio de 2015

Olhar eterno



Quando os olhos procuram pela terra,
um ser que deseja outro ser amado,
os anjos voam pelo céu azulado,
ouvindo a voz que a alma encerra.
Uma luz acende sem demora
iluminando o ventre do destino, 
enquanto o Universo repica o sino
ao conspirar o dia e a hora.
De repente, olhares se cruzam
e dois corações fazem a festa,
iguais aos pássaros na floresta,
felizes enquanto os dias duram. 
Da alma nasce o amor fecundo,
do brilho dos olhos um suspiro,
os anjos no céu dão um giro,
cantando louvores ao mundo.
Então, a cada gesto, o amor cresce
brinca igual criança inocente,
descobrindo-se na vida presente,
enquanto a alma rejuvenesce.
O perfume da juventude deseja
e rompe o íntimo da mocidade,
o amor ganha maturidade,
na união que o tempo almeja.
Por toda vida, o gesto terno
do amor puro se alimentou,
uma só carne se fez, se entregou
na ventura de um olhar eterno.


Helen De Rose

*lançamento 20/05/15 - CBJE - Rio de Janeiro.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...