quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Ao som do bolero, uma fragrância no ar








Doce presença no ritmo dos pés
As mãos dançam no ar
E quando se encontram
Unem nossos sentimentos movidos

Nesse dois pra lá, dois pra cá...

Enlaça-me com seus braços
E num rodopiar leve e suave
Misturamos nossos desejos
Quando me envolve pelas costas
E segura minha cintura
Numa cadência envolvente
Do corpo, do coração e da alma
Sentindo a fragrância de jasmim
Do aroma que exala minha pele
Que só você pode inspirar assim
E bailamos ao som desse bolero

Nesse dois pra lá, dois pra cá...

Dançamos segredos só nossos
Entre passos clarividentes
Numa linguagem corporal
Que só você e eu entendemos
Nessa sintonia quântica astral
Ao som do bolero nada é proibido
Sou a dama que segue seus passos
Quando me conduz com seu honor
Você me envolve nos seus encantos
Desvenda minha alma feminina
E me faz Mulher!

Nesse dois pra lá, dois pra cá...

Uma fragrância fica no ar!

Helen De Rose


*publicado em junho/2008 - CBJE - Rio de Janeiro


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua atenção.
Bastante proteção em seus caminhos.
Sucesso sempre.
Helen De Rose

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...