Depois do Amor, o Amanhecer...



Escondo na penumbra
minha lingerie que se abre
revelando meus seios desnudos
durante a madrugada
e durmo tranquilamente

A aurora adentra-se por entre o tecido
que cobre a janela do nosso quarto
Quando acordo, ele esta do meu lado
Passou toda a noite olhando-me
velando o meu sono
como um anjo da guarda

Agora os raios do Sol
vem acariciar minha face
revelando uma sensualidade
por entre a lingerie
deixando escapar meus seios
contornos suaves do meu corpo
que ele amou na noite anterior

Olho nos olhos dele
e vejo seus desejos de amor
realizados integralmente
na sua respiração compassada
que revela a tranquilidade
que lhe invade não somente o corpo
mas, sobretudo a sua alma

Agora ele se sente meu amado
Ao contemplar o fruto da sua essência 
ganho a certeza que ele esta em mim
e eu estou viva nele
como se eu fosse a outra metade
que repousa
enquanto ele
esta desperto, atento

Guarda meu sono
segurando minha mão
minha alma dormente
Abraça-me
envolvendo-me no seu calor
protegendo-me
do dia lá fora que grita
agita-se e contorce-se

Mas, aqui,
no âmago deste imaculado santuário 
duas almas unem-se
num abraço apaixonado
Aqui o tempo fica suspenso
da agitação do cotidiano

O nosso quarto vira um templo
onde o sagrado e o profano se confundem
onde o amor vive também a luxuria 
e onde o prazer se veste também de branco
como a seda transparente
dessa lingerie que envolve meu corpo

O tempo,
no seu caminhar constante
arrasta-nos para a realidade
de um dia que acaba de começar
Então, ele me diz sorrindo:
- Bom dia, Mulher Zen!

Helen De Rose


Adquira aqui

Comentários

  1. Um belíssimo poema de amor.
    Adorei cada palavra, cada verso.
    Helen, tem uma óptima semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Belo poema de amor...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  3. Sensualidade extrema e fascinante...

    Só os sensíveis se deixam penetrar pelos raios do sol quando o corpo já experimentou o prazer.

    Um abraço, Helen!

    ResponderExcluir
  4. Uma encantadora descrição. Observar o sono da mulher amada é olhar o paraíso. Abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradeço sua atenção.
Bastante proteção em seus caminhos.
Sucesso sempre.
Helen De Rose